Pressão contra a PEC32 continua em Brasília; Presidente do Sintap/MT soma esforços junto a outros servidores na capital federal Destaque

Terça, 26 Outubro 2021 15:10 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte

Assessoria de Imprensa

Sintap/MT

Brasília está lotada de servidores municipais, estaduais e federais, que há vários dias estão na cidade lutando contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32, a chamada reforma Administrativa, que pode acabar com o serviço público no País. Entre eles está a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (SINTAP/MT), que representa os servidores do Indea e Intermat, Rosimeire Ritter.

De acordo com Rosimeire, a pressão na capital tem sido forte, principalmente nos aeroportos e Congresso Nacional. Outro mecanismo utilizado pelos servidores para derrubar a PEC 32 são as redes sociais.

“As ações têm sido intensas e estão aumentando cada vez mais. Temos feito muita pressão nas redes e nas ruas, mostrando aos deputados e deputadas que o Brasil é contra essa PEC”, afirmou ela.

PEC 32, a deforma Administrativa

Ruim para o povo, que pode perder o serviço público gratuito, e para os servidores, que podem perder direitos, a PEC 32 abre ainda a possibilidade de contratar milhares de pessoas terceirizadas que responderão a seus indicados, podendo, inclusive, normalizar o esquema das rachadinhas e aumentar a corrupção.

Indiferente a tudo isso, o presidente da Câmara, Arthur Lira, que é um dos principais aliados do presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL) no Congresso Nacional, está se esforçando para conseguir apoio dos parlamentares e até prometeu votar a PEC 32 depois do feriado de 12 de outubro. Ele precisa de 308 votos em dois turnos e sabe que vai ser difícil conseguir, mas como tem recursos de emendas parlamentares para distribuir, é preciso ficar atento aos seus passos e não parar de pressionar, dizem os sindicalistas.

Contudo, o adiamento da votação da PEC é vista pelos servidores como uma estratégia para tentar desmobilizar a categoria, que tem obtido êxito na pressão junto aos parlamentares, avisando que “quem votar, não volta”.

Atentos às estratégias do presidente da Câmara, os servidores públicos municipais, estaduais e federais se mantém mobilizados contra a PEC 32 nos aeroportos, nas bases dos deputados e em Brasília, conscientizando a população sobre o perigo que a medida representa e alertando os deputados e deputadas sobre os riscos que correm de não se reelegerem porque traíram a classe trabalhadora e os direitos do povo.

Saiba como pressionar os parlamentares contra a PEC 32

Todos podem pressionar os deputados, não importa a cidade onde estiverem. Para isso foi criado o site Na Pressão, ferramenta que disponibiliza canais de comunicação com deputados e senadores. É fácil e rápido lutar contra essa e outras reformas que prejudicam o povo.

E você pode mandar seu recado contra a PEC 32 de qualquer lugar pelo WhatsApp, e-mail ou telefone.

Participe da luta e pressione os parlamentares para que votem NÃO à reforma Administrativa (PEC 32)

Acesse o "Na Pressão". O recado é um só: Votou PEC 32, não volta.

https://napressao.org.br/campanha/diga-nao-a-reforma-administrativa

Nas ruas e nas redes. Vamos juntos derrotar essa reforma Administrativa.

Ler 92 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Terça, 26 Outubro 2021 15:12
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros