Notícias

Sintap 30 anos – Pacheco foi gestor criticado, mas visionário

12/04/2018
ImagemCapa
De visita ao Sintap ex-presidente contou como foram suas gestões

 

No próximo ano o Sintap comemora 30 anos de existência. Por conta disso a nova direção já elabora o layout e material de conteúdo de uma Agenda para marcar a data e ser distribuída a todos os sindicalizados. Nela, além de datas históricas importantes para as autarquias e a entidade o material vai elencar as grandes conquistas do sindicato. Algumas delas foi lembrada pelo ex-presidente, Joadir Pacheco, que esteve na última quarta-feira (11) na entidade.

 

Ele foi o quarto presidente dos sete que o Sintap teve até o momento. E, ele lembra, foram em suas gestões (1999 a 2000 e 2001 a 2003) que vieram alguns dos avanços que os sindicalizados têm hoje. Foram eles: a compra da atual sede administrativa; a ideia do alojamento transitório com setor feminino e masculino; assessoria jurídica semanal na entidade a preços menores e; implantou na sede uma escola de informática para sindicalizados e filhos.

 

“Fui muito criticado na época por todos esses projetos, mas eram visionários”, aponta o ex-gestor. O atual diretor-financeiro do Sintap, Francisco Borges, revela que a mudança de sede foi muito boa porque a anterior era em um local muito mal estruturado no bairro Goiabeiras e que a atual sede, além de melhor estrutura, tem a vantagem de ser perto da base e do Centro Político Administrativo o que dá maior acesso tanto aos sindicalizados quanto a manter um acompanhamento dos atos governamentais de forma mais próxima.

 

O alojamento foi outra grande sacada pelo fato de facilitar a vinda dos servidores do interior para a Capital com valor mais barato do que hotéis e ainda o fato de deixar a base mais perto dos trabalhos que o Sintap desenvolve. A semente da ideia germinou e hoje tem local próprio com a sede social adquirida na gestão da ex-presidente, Diany Dias.

 

A ideia do curso de informática veio de um planejamento da diretoria de Pacheco que, verificando o crescimento da internet resolveu oferecer o curso para que os filhos e os servidores estivessem preparados para o futuro. Dito e feito! O curso ajudou muitos a subir de classe com pontuação para o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS).

 

Foi também em sua época a decisão mal compreendida de apoiar a mudança de vencimentos para subsídios, que, apesar de, no início, ter baixado o salário de alguns, com o tempo, equilibrou o salário de todos e tudo foi se ajeitando e melhorando para toda a base.


Autor/Fonte: Adriana Nascimento – Assessoria Sintap


    Deixe seu comentário

    *
    *
    *
    Rua 6, Setor Oeste, nº 2
    Bairro Morada do Ouro, Cuiabá - MT
    E-Mail: sintapmt@uol.com.br
    Telefone: (65) 3644.3747/ 3644.3775 / 98118.7557