Sintap-MT

Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Aposentado desde 1998, um dos nossos sindicalizados, o ex-servidor do Indea Francisco Antunes Ferraz, foi morar no Rio de Janeiro para ficar perto da filha e 03 netos. Apesar disso, continua vindo a Mato Grosso de vez em quando, e da última vez que esteve aqui também visitou o Sintap. Na ocasião ele declarou que sente muita saudade dos tempos em que trabalhava no Laboratório de Tecnologia da Madeira (LTM). Antes de ingressar no Indea, Ferraz foi servidor da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat) e Secretaria da Agricultura.

Luiz Perlato/SINTAP-MT

Os destaques da pauta foram transferências de servidores e concurso público. A reunião foi solicitada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap-MT), e além da presidente do Sindicato, Diany Dias, também participou das discussões o presidente da Associação dos Servidores do Indea-MT (ASSIN-MT), Artur Luciano Venturi.

Sobre remoções, a presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Emanuele Gonçalina de Almeida, e o o diretor de Administração Sistêmica, Luiz Gustavo Tarraf Caran, explicaram que o órgão só faz a remoção de servidores se o interesse público não for prejudicado e se a remoção cumprir o que está previsto na Portaria Nº 63/2017.

Segundo a administração do Instituto, aplicando-se de forma rígida o que diz a Portaria 63, muitos pedidos de remoção são indeferidos, mas se houver algum caso grave de saúde, ou de alguém que queira ir de uma unidade maior para uma unidade menor, o Indea não impede a remoção, desde que a unidade menor esteja precisando de servidor.

Em relação ao concurso no Indea, a presidente informou que já está tudo encaminhado, dependendo apenas da autorização do governador Mauro Mendes.

Luiz Perlato/SINTAP-MT

O Fórum Sindical esteve reunido na tarde de hoje (08) na sede do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap-MT). O destaque da pauta foi a construção de uma agenda de mobilização para 16 de março, que será o Dia Nacional de Mobilização, Paralisação e Manifestações.

O encaminhamento foi por um ato de protesto na Praça Alencastro, no centro de Cuiabá (em frente da Prefeitura), às 14 horas, com a disponibilização de um bolo de 04 metros, que já era uma ideia antiga do Sindicato dos Servidores da Saúde do Estado de Mato Grosso (Sisma-MT), para se comemorar os mais de 20 anos sem concurso público em diversos setores do estado, incluindo o Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), a educação e a saúde. O bolo será repartido com todos que estiverem passando pela Praça Alencastro durante o ato.

Na oportunidade, o Fórum Sindical manifestará à população a situação dos servidores públicos do estado, ao mesmo tempo em que conversará sobre todas as reivindicações das categorias que integram o FS, enfatizando que os líderes sindicais há muito tempo vêm buscando o diálogo com o governador Mauro Mendes para o encaminhamento da pauta, mas até o momento não houve nenhum avanço nas tentativas de negociações.

Nesta quarta-feira o Sisma terá uma reunião com Otaviano Pivetta, mas está previsto apenas a discussão sobre pautas específicas da saúde, e o Fórum Sindical ainda não teve nenhuma resposta dele desde à reunião no Palácio Paiaguás, no mês de fevereiro.

Luiz Perlato/SINTAP-MT para o Fórum Sindical.


Hoje, 8 de março, é o Dia Internacional da Mulher. Para o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap-MT), é o dia de parabenizar não apenas as servidoras como também as esposas dos servidores do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) e do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), pois, como aponta a sabedoria popular, por trás de todo grande homem sempre existe uma grande mulher.

A presidente do Sintap-MT, Diany Dias, parabeniza, também, as dedicadas funcionárias do Sindicato. Muito em função do empenho delas, o Sintap hoje é considerado um ponto de apoio para a categoria, tornando-se a casa dos servidores.

"Juntas somos mais fortes, juntas podemos mais!", sinaliza Diany.

Luiz Perlato/SINTAP-MT

 A médica veterinária do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea MT) Luana Gabriela dos santos Viana assinou a ficha de filiação na semana passada, com a diretora-financeira do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap-MT), Maria Fernanda Freitas de Almeida. Ela e Maria Fernanda são colegas de trabalho no Laboratório de Apoio à Saúde Animal (Lasa), do Indea-MT.

Luiz Perlato/SINTAP-MT


O sindicalizado Cássio Antonio Mesacasa visitou a sede do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap-MT) dias atrás. Servidor do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (INDEA-MT) desde 18 de novembro de 2003, Cássio é agente fiscal da unidade de Jangada.

Segundo ele, desde que se transferiu para Jangada não consegue vir ao Sintap com a mesma frequência de antes, mas julga importante estar em contato permanente com o Sindicato, "até mesmo por uma questão de necessidade, tendo em vista que o Sintap nos dá apoio, seja na parte jurídica, ou na assessoria orientativa de um modo geral. O Sindicato tem um aparato e sempre foi um ponto de apoio, a casa do servidor do Indea e Intermat".

Sobre Jangada, Cássio observou que costuma dizer que a unidade do Indea está numa situação positiva.

"Somos em quatro servidores, uma equipe muito coesa que se compreende e trabalha literalmente em forma de equipe, a gente consegue compreender sempre as necessidades um do outro, auxiliando sempre e sendo auxiliado pelos colegas. Então a gente consegue fazer com que a unidade funcione de uma forma muito eficiente e efetiva, naquilo que é o objetivo do Indea, que é a vigilância ativa, a defesa agropecuária, a manutenção do status sanitário e econômico do estado e a preservação do meio ambiente e da saúde pública", concluiu.

Luiz Perlato/SINTAP-MT

Com Pesar, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap-MT) comunica o falecimento do médico veterinário Carlos Mauro Schwerz, que era servidor da ativa do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (INDEA-MT), lotado na Unidade Local (ULE) de Chapada dos Guimarães.
À família enlutada, as condolências do nosso Sindicato.

Lembra daquela expressão que diz que uma pessoa 'nasceu de novo'? Pode-se dizer que foi exatamente isso que aconteceu na tarde de hoje (3) com o gerente regional do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT), Rodrigo Gargantini. Na viagem a Cuiabá, para buscar a caminhonete nova recebida do governo do estado para o Instituto, Rodrigo se viu envolvido num perigoso acidente, ocorrido nas proximidades de  Nova Mutum. Após uma colisão entre duas carretas, um Fiat Línea em alta velocidade bateu na traseira da caminhonete conduzida por ele. Apesar da aparente gravidade, o servidor saiu ileso, e a batida, felizmente, só resultou em danos materiais.

Luiz Perlato/SINTAP-MT

Parceiros