Sintap-MT

Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

As atividades na Assembleia Legislativa de Mato Grosso vêm sendo acompanhadas pelo Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado (Sintap/MT). Ontem (23), o diretor de Formação Política e Estudos Socioeconômicos do Sintap/MT, Francisco Aurélio Borges, representou o Sindicato.

"Estivemos ontem, na parte da manhã, em vigília na Assembleia Legislativa, com outros sindicatos, pressionando a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC 07/2022), e também conversando com os deputados estaduais para inclusão da Revisão Geral Anual (RGA) no orçamento de 2023. As emendas sobre o tema, colocadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) foram todas rejeitadas, restando agora a briga para a inclusão na Lei Orçamentária Anual (LOA)".

Com relação à Unidade real de valor (URV), Francisco Aurélio informou que já foram solicitadas informações ao doutor Carlos Frederick, advogado da causa.

Luiz Perlato - SINTAP/MT

Desde o retorno a Mato Grosso, muitos participantes enviaram mensagens de agradecimento à Diretoria de Aposentados e Pensionistas do Sintap/MT. A viagem ocorreu no período de 18 a 27 de outubro de 2022 e teve a participação de 164 pessoas, que voltaram da praia com energia renovada e muitas boas recordações.

"Quero agradecer a toda equipe SINTAP, especialmente a Orenil pelo carinho, zelo e discernimento. Agradeço de coração, também, à equipe Conexão Inesquecível, que foram brilhantes. Adorei estar com todos, muito obrigada. Com certeza faremos outras viagens juntos". Foi o que disse, por exemplo, a servidora Luciene da Silva Ortega, que ainda é da ativa e por isso comprou o pacote diretamente da empresa Conexão Inesquecível.

"Achei sensacional", disse outra passageira. "Só vi coisas positivas, entre elas rever os colegas e visitar essa cidade praiana de povo hospitaleiro. A Inês e o Léo, e toda sua equipe atuaram com competência, por isso foi uma viagem inesquecível. Parabéns ao Sintap e a toda equipe que trabalhou na realização do evento. Que venham outros".

Outro depoimento veio assim: "O nosso passeio foi muito bommmm. Que turma animada, que gente bonita, que alto astral. Vamos continuar assim para a próxima viagem, ok".

Conforme a diretora dos Aposentados e Pensionistas, Orenil de Andrade, quando se fala dos benefícios do servidor ativo em se filiar ao Sintap/MT, uma das principais propostas é que o sindicato propicie o benefício do alojamento aos filiados. Fazendo esse comparativo podemos avaliar que um atrativo para que os aposentados e pensionistas continuem filiados é o benefício de ações que proporcionam qualidade de vida através do lazer".

"Uma das ações é propiciar momentos de integração entre os aposentados, pensionistas e servidores da ativa e seus acompanhantes, quando necessário", destacou Orenil, complementando que essa viagem Porto Seguro foi o 10º passeio promovido pelo Sintap, e que foi tudo organizado de forma transparente, em conformidade com a previsão de orçamento da Diretoria dos Aposentados e Pensionistas, aprovado em assembleia Geral.

"A escolha do local foi definida em reunião com os aposentados e pensionistas. Ressaltamos que o Sindicato pagou os pacotes do passeio dos aposentados e pensionistas para a empresa Conexão Inesquecível, responsável pela organização aérea, hospedagem no hotel Sued’s e passeios programados para o grupo. O pagamento do pacote dos servidores da ativa e os acompanhantes foi realizado diretamente com a Conexão Inesquecível".

Segundo Orenil, a excursão superou as expectativas. "O resultado foi satisfatório, tanto seja pela organização aérea, ou pelo translado, do aeroporto de Porto Seguro ao hotel e do hotel ao aeroporto no retorno. As instalações do hotel também foram adequadas, e os passeios foram bem organizados e realizados com responsabilidade. Tudo isso resultou na satisfação dos participantes, em conformidade com as declarações abaixo e as fotos dos diversos momentos felizes transcorridos juntos".

"A Diretoria dos Aposentados e Pensionistas do Sintap/MT agradece a participação de todos e a confiança da Diretoria Executiva e filiados por terem aprovado, em assembleia geral, o nosso projeto de qualidade de vida para o ano de 2022, que foi planejado e realizado de acordo com a meta estabelecida. Agradecemos a equipe do Sintap/MT em nome da Dona Adjair pelo apoio na organização; a presidente, Diany Dias; a diretora-financeira, Maria Fernanda Freitas de Almeida; e o Dr João Celestino pelo apoio em todas as fases de decisão do melhor para atender ao nosso público-alvo, valorizando quem contribui financeiramente com todas as despesas administrativas, de aquisição de patrimônio, obras e ações de mobilização em busca de garantia dos Direitos dos Filiados no Sintap/MT", concluiu Orenil de Andrade.

Luz e paz

Em conformidade com o Decreto nº 1.524, de 11 de novembro de 2022, publicado no Diário Oficial nº 28.372, e que dispõe sobre o horário de expediente dos órgãos e entidades do Poder Executivo de Mato Grosso nos dias da participação do Brasil na Copa do Mundo 2022, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT) informa que adotará os horários de expediente na primeira fase dos jogos:

I- No dia 24/11/2022 (quinta-feira), das 7h30 às 13h;
II- No dia 28/11/2022 (segunda-feira), das 7h30 às 11h;
III- No dia 02/12/2022 (sexta-feira), das 7h30 às 13h.

Os horários de expediente nos demais jogos da seleção brasileira de futebol serão informados à medida que a equipe for se classificando para as fases seguintes da Copa do Mundo.

A diretoria do Sintap, na pessoa da presidente Diany Dias, agradece a todos pela compreensão.

Sintap/MT

Assessoria de Imprensa

Sintap/MT

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Floresta (Sintap/MT), que representa os servidores do Indea e Intermat, recebeu na manhã desta quarta-feira (23.11) a visita do presidente do Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa), Antônio Carlos, com objetivo de apresentar uma proposta para fundação de uma casa de apoio para os servidores do Indea/MT.


Na oportunidade, a presidente do Sintap/MT, Diany Dias, protocolou um documento oficializando o pedido.


“O Fesa sempre foi nosso parceiro em diversas ações e agora mais uma vez, estamos buscando esse apoio na concretização deste projeto”, disse Diany, reforçando que o Sintap/MT sempre primou e buscou o desenvolvimento do sindicato em prol dos servidores e que esse é mais um trabalho visando o bem-estar dos seus representados, principalmente os do interior que precisam vir até a capital e necessitam deste apoio.


Durante a reunião, o presidente do Fesa recebeu o documento e afirmou que o órgão é e sempre será parceiro de projetos que visam atender os servidores da pasta.


“O Fesa tem colaborado com o Indea na melhoria do trabalho dos servidores, tanto na construção de unidades, quanto na reforma delas. Para se ter uma ideia já reformamos dezenas de estruturas visando proporcionar mais conforto e um local mais adequado para esses trabalhadores. Agora recebemos essa proposta para atender os servidores que vem a capital para fazer tratamento de saúde, cursos ou até a passeio, então, iremos levar a proposta para análise do conselho do fundo e se for aprovado vamos somar neste projeto”, afirmou ele.


Lembrando que o mesmo documento também será protocolado junto a diretoria do Indea/MT.

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de MT (Sintap/MT), informa a todos que já finalizou o processo de migração dos e-mails e que todos já estão funcionando normalmente, caso precise, pode enviar mensagens para os seguintes contatos:

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Nossos agradecimentos pela paciência e compreensão.

A Diretoria

Para o o diretor de Formação Política e Estudos Socioeconômicos do Sintap-MT, Francisco Aurélio Borges, a mobilização dos aposentados e pensionistas neste momento é primordial. "Isso quem tem que ser feito pra ontem. Teremos uma reunião com o Fórum Sindical, para discutir, dentre outras coisas, a possibilidade dessa grande mobilização, que seria a Marcha dos Aposentados. A ideia é convocar todos os aposentados do Estado de Mato Grosso para marcharmos até a Assembleia Legislativa para fazermos essa vigília até que a questão seja resolvida", disse ele.

Conforme o diretor do Sintap, a intenção é resolver o "impasse" dos 14% atualmente descontados da folha de pagamento dos aposentados e pensionistas do serviço público estadual. A PEC 07/2022 propõe a inserção de um artigo que altera a alíquota de contribuição previdenciária, retomando a cobrança previdenciária apenas aos benefícios e pensões que superem o limite máximo estabelecido pelo INSS.

O diretor do Sintap Francisco Borges e a servidora aposentada e funcionária do Sindicato Adjair Arsênia Silva

Justificando a Marcha dos Aposentados e Pensionistas, Francisco Borges sinaliza que "precisamos sair da nossa zona de conforto e lotar a Assembleia, como já estão fazendo há muito tempo um grupo de aposentadas da educação, de Rondonópolis, que vêm a Cuiabá todas as quartas-feiras, para fazer articulações por conta própria junto aos deputados".

Entre as protagonistas de Rondonópolis estão as professoras aposentadas Cleci Machado de Souza e Sílvia Regina Batista da Silva. "Não tenho esperança que a PEC seja aprovada com o teto da Previdência, mas espero que seja, e vamos continuar lutando", declarou Cleci. Segundo ela, os deputados estão motivados para resolver a questão o mais rápido possível.

Uma proposta do deputado Delegado Claudinei, de aporte da receita, deixou os manifestantes ainda mais otimistas. "O governo tem como repor esse dinheiro, só precisa de vontade política dele", disse a professora aposentada Silvia Regina.

Saiba mais

Durante a reunião na Assembleia Legislativa com a Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária, o diretor do MTPrev, Érico Almeida, afirmou que o governo terá um déficit financeiro e 'atuarial' de R$ 718,1 milhões ao mês aos cofres públicos do Estado caso a PEC 07/2022 seja aprovada. Ele disse também que há previsão de que o rombo na Previdência cresça de R$ 11,4 bilhões nos próximos anos em caso de aprovação da PEC.

Tendo em vista que a reunião com os deputados terminou sem consenso, Érico Almeida terá que retornar à Assembleia com informações mais completas sobre a questão, e caso não seja firmado um acordo até o final deste mês a Assembleia Legislativa deverá colocar para votação o texto como está.

A PEC 07/2022, apresentada por lideranças partidárias, está em tramitação na Casa de Leis desde agosto.


Luiz Perlato - Sintap/MT

Com pesar, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário e Pecuário do Estado de Mato Grosso (Sintap/MT) comunica o falecimento, nesta segunda-feira (21), da senhora Alice Josefa de Magalhães, de 92 anos, avó da funcionária do Sindicato Raquel Azevedo.
O sepultamento será amanhã à tarde (22), no Cemitério do Aguaçu.
À Raquel e seus familiares, as sentidas condolências do nosso Sindicato.

Dia da Consciência Negra é o momento no qual podemos tomar consciência do racismo que nos cerca e nos posicionar por mudanças e um país mais justo.

O Brasil é o segundo país em maior número de população negra no mundo. Só entre 2017 e 2018 essa parcela da sociedade movimentou mais de R$ 1,6 trilhão. Mesmo assim, infelizmente, 78% dos negros e negras estão entre os mais pobres do país e são as principais vítimas de homicídios. A cada 23 minutos um jovem negro é assassinado no Brasil, sendo a população mais vitimada por índices de mortes violentas maiores que a guerra da Síria, por exemplo.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, apesar de serem 55,8% da população brasileira, os negros, que combinam pretos e pardos, representavam uma parcela maior (64,2%) dos desempregados no país em 2018. E quando empregados formalmente, recebiam em média 14,8% a menos que os brancos em postos informais. Estes números traduzem como o negro ainda sofre preconceito e é colocado de lado no mercado de trabalho neste 20 de novembro quando se comemora o Dia da Consciência Negra, data dedicada à luta contra a desigualdade racial no Brasil.

É preciso mais agilidade para punir crimes de injúria e racismo

Frequentemente, diversos casos de injúria e racismo vêm à tona, repetindo uma história secular. Os episódios mais recentes foram dentro dos campos de futebol, dentro e fora do Brasil, nos quais jogadores e seguranças ouviram gritos de “macaco” ou comentários pejorativos sobre sua cor.

Consciência negra é um termo que ganhou notoriedade na década de 1970, no Brasil, em razão da luta de movimentos sociais que atuavam pela igualdade racial, como o Movimento Negro Unido. O termo é, ao mesmo tempo, uma referência e uma homenagem à cultura ancestral do povo de origem africana, que foi trazido à força e duramente escravizado por séculos no Brasil. É o símbolo da luta, da resistência e a consciência de que a negritude não é inferior e que o negro tem seu valor e seu lugar na sociedade.

Idealizada pelo poeta, professor e pesquisador Oliveira Silveira – integrante do primeiro movimento a festejá-la, o Grupo Palmares, a data tem como objetivo ser um momento de reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira levantando questionamentos sobre discriminação, igualdade social, inclusão, construção de estereótipos e valorização das culturas afro-brasileira e africana. O dia foi escolhido por ser o aniversário da morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares consagrado herói nacional por sua luta pela libertação dos negros escravizados.

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário e Pecuário do Estado de Mato Grosso (Sintap-MT) se solidariza com a parcela da população que luta contra o racismo e pela igualdade racial.

Parceiros