Quem são os conselheiros fiscais do Sintap e qual a importância do trabalho que executam Destaque

Quarta, 27 Julho 2022 17:03 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte

uando um senhor de chapéu na cabeça e 2 colegas dele entram no Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap/MT), pode apostar que não se trata de uma visita, é porque estão a trabalho. São os conselheiros fiscais do Sindicato, com a missão de fiscalizar os atos da diretoria para proteger os interesses dos sindicalizados relacionados às questões financeiras da entidade. O Conselho Fiscal é composto de três membros e respectivos suplentes, eleitos na mesma eleição que elegeu a diretoria atual do Sindicato.

Ainda que o Estatuto não faça distinção de formação para se candidatar, a Diretoria convida aos servidores com formação ou conhecimentos técnicos na área, da capital e interior ,que queiram participar e tenham disponibilidade, para que se candidatem. O convite para Assembleia também é dirigido a todos os demais filiados, que devem votar para eleger o Conselho.

                                                                                                      Celso Reimer

 

Os titulares são os servidores Adão Barbosa Garcia, Arnaldo Barreto Filho e Celso José Reimer Júnior. Para se ter uma ideia da importância do trabalho deles, o Celso é lotado em Barra do Garças e vem a Cuiabá periodicamente a serviço do Conselho Fiscal. Os suplentes são os servidores Manoel Douglas Dourados, João Batista Magalhães e Ney Cássio de Oliveira. O Conselho fica desvinculado da gestão e atua com independência e imparcialidade nas análises das prestações de conta e na fiscalização no uso dos recursos financeiros do Sindicato.

Para o Sintap, a atuação dos conselheiros é uma forma de aproximar o Sindicato da categoria, pois a fiscalização tem o objetivo de mostrar à base a maior transparência possível com cada recurso arrecadado e que sai do bolso dos filiados.

O trabalho dos conselheiros é extenso, devido à quantidade de documentos que eles têm para analisar, mas, de acordo com o presidente do Conselho, não existe complicação. "Somos os porta-vozes dos filiados, foi essa a prerrogativa que a categoria nos deu e assim procedemos. Estamos aqui para zelar o cumprimento da lei", explica Adão Barbosa.

A principal função do conselho fiscal é fiscalizar o ato dos diretores, verificando se eles estão cumprindo com seus deveres legais e estatutários.

Luiz Perlato - SINTAP/MT

Ler 706 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros