Presidente do Sintap visita servidores do Indea em momento ímpar de capacitação profissional Destaque

Sábado, 25 Junho 2022 11:52 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap/MT), Diany Dias, esteve ontem na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, onde está acontecendo a Iª Jornada de Desenvolvimento dos Agentes Fiscais do Instituto de Defesa Agropecuária (INDEA/MT). Trata-se de um evento promovido pelo Indea para a capacitação de 418 agentes fiscais de defesa agropecuária das 139 unidades da autarquia no Estado.

Diany aproveitou a ocasião para rever os colegas da categoria. Entregou a eles a camiseta do Sintap alusiva à campanha do Fórum Sindical pela recomposição salarial dos servidores públicos estaduais e deu informes referentes à luta pelo pagamento da RGA da categoria. O servidor aposentado Francisco Carlos Lopes Braz, que atualmente assessora a presidência do Sintap, também participou da visita aos participantes do curso promovido pelo Indea.

Na saída da Assembleia Legislativa, Diany Dias concedeu entrevista ao repórter Pedro Luiz, da TV Cuiabá (canal 47). O assunto abordado foi a questão da RGA.

Saiba mais

De acordo com a Assessora da Coordenadoria de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), Milena Baseggio Mazzocco, ao todo serão capacitadas cinco turmas, de Afedaf I e Afedaf II, com uma média de 90 servidores por turma. O curso começou no dia 20 de junho e vai até 22 de julho, com o objetivo de padronizar o atendimento aos produtores e também às fiscalizações, falando a mesma língua e atuando em parceria. O treinamento é realizado pelo Indea e tem apoio financeiro do Fundo Emergencial de Saúde Anima (FESA) e também do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

"Serão todos os dias de segunda a sexta-feira para cada turma, onde estão sendo abordados todos os setores do Indea, para que todos conheçam o funcionamento do órgão em suas coordenadorias, nos processos, mas é uma oportunidade para esclarecer quem às vezes atua no interior e não tem tanto acesso às informações. Muitos processos, que antes eram feitos manualmente, hoje são virtuais, suscitando muitas dúvidas. Aproveitamos, inclusive, para apresentar novas ferramentas de tecnologia de informação, que vieram para aperfeiçoar os trabalhos dos Servidores. Com os Afedafs II estamos focando mais na parte administrativa, mas eles também receberam conhecimentos técnicos. Com os Afedafs I será o contrário, se trabalhará mais a parte técnica, mas não vai mudar a essência", explicou.

Motivação

Os participantes estão demonstrando receptividade e satisfação com o curso. É o caso do servidor Joás Nalini, de Tangará da Serra. "Para a nossa categoria, Afedaf II, este curso é de suma importância, pois a grande maioria não recebeu treinamento desde que entrou no órgão. Com esse nivelamento, a gente pode se aperfeiçoar", disse ele.

A servidora Elessandra Soares Mazolini, de Colíder, revelou que entrou para o Indea em 1995, e que havia uma grande deficiência de treinamento e reciclagem profissional. "Esse momento que está ocorrendo agora foi de suma importância, precisávamos muito dessa interação, estar juntos e se sentir pertencente ao órgão. Esse encontro proporciona isso e nos chama a atenção sobre os pontos em que também precisamos evoluir, pois precisamos sempre nos atualizar, a fim de melhorar o nosso serviço ao produtor. Acho que esse curso nos renova. Sou servidora há 27 anos e voltarei para Colíder com as energias renovadas e muito feliz pelo fato da Coordenadoria ter se lembrado da gente. Agradeço muito a todos", afirmou.

A avaliação do servidor Geraldo César Alves de Melo foi idêntica. Lotado em Jangada e completando 10 anos de carreira, o servidor declarou que este curso é muito importante e que, na verdade, já deveria ter acontecido há muito tempo, pois vínhamos fazendo muitas coisas sem a certeza se estavam sendo feitas no modo correto. "Com os conhecimentos que nos foram apresentados, constatei a necessidade de ajustes lá na minha unidade", anunciou.

Luiz Perlato - SINTAP/MT

Ler 136 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros