Sintap/MT debate com servidores sobre a Reforma Administrativa durante assembleia geral da categoria Destaque

Quinta, 19 Agosto 2021 07:41 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte

Assessoria de Imprensa

Sintap/MT

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap) reuniu dezenas de servidores durante todo o dia desta quarta-feira (18.08), em assembleia geral, no o auditório do Sindicato dos Investigadores da Policia do Estado de Mato Grosso (SINPOL-MT).

Um dos assuntos discutidos foi à inclusão no regimento eleitoral de votação por meios eletrônicos ou digitais para eleição da nova diretoria do sindicato, que ocorrerá no final de outubro.

Além disso, os servidores do Indea/MT e Intermat/MT também debateram sobre a PEC32, que versa sobre a Reforma Administrativa. Para falar sobre isso, se fizeram presentes a deputada federal por Mato Grosso Rosa Neide de Almeida e a vereadora de Cuiabá Edna Sampaio.
Vale destacar que durante toda essa quarta-feira, servidores públicos de todas as regiões do país e de diferentes esferas de atuação realizaram uma grande mobilização para protestar contra a PEC32.

Conforme Rosa Neide, a pauta, que atualmente tramita na Câmara dos Deputados pode ser votada até o final deste mês na comissão especial que discute o tema. A mobilização do funcionalismo tem o objetivo de evitar que isso ocorra. “Contudo, temos grandes chances de fazer com que ela não seja aprovada, mas para isso, precisamos continuar lutando e os servidores se mobilizando”, afirmou.

Já segundo Edna Sampaio, a proposta de reforma é totalmente arbitrária e vem para prejudicar ainda mais os servidores. “Não nos restou outra saída, a não ser ir para o enfrentamento, já que o governo federal não escuta os mais envolvidos nessa situação. É totalmente inadmissível as ações desse governo que só tem feito prejudicar o povo brasileiro”, disse.
Para a presidente do Sintap/MT, Rosimeire Ritter, essa medida, na sua essência, não traz nenhuma perspectiva de ampliação das políticas de proteção social. “Para nós, é uma narrativa mentirosa de que ela seria para melhorar a administração. Ao contrário, ela conduz a uma visão de Estado mínimo social, de reduzir o que já é precário, e vem numa conjuntura de pandemia, que traduz uma necessidade de ampliação da rede de serviços públicos essenciais. É mais uma tentativa do governo federal de acabar com o serviço público, aumentando ainda mais as chances de corrupção no governo”.
APOIO DA BANCADA
A deputada Rosa Neide afirmou ainda durante sua participação na assembleia do Sintap/MT, que a maioria dos deputados mato-grossenses que estão no Congresso Nacional são contrários a PEC32, contudo, há necessidade de um grande engajamento dos servidores do Estado junto a bancada para que de fato, eles votem contra.
“Os servidores que tiverem contatos com deputados federais, que busquem o apoio de cada um deles, para que juntos possamos somar forças e impedir que essa reforma vá para frente”, concluiu a deputada.

Ler 126 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros