Sem vacina servidores do Indea temem retorno ao atendimento integral e presencial Destaque

Sexta, 30 Abril 2021 20:57 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte

Assessoria de Imprensa

Sintap/MT

O governador Mauro Mendes assinou nesta sexta-feira (30.04), o Decreto nº 917/2021 determinando o fim do revezamento e retorno da jornada de trabalho presencial aos servidores do Poder Executivo. O documento foi publicado no Diário Oficial do Estado e a medida é válida a partir de segunda-feira (03.05).

De acordo com a publicação, a decisão foi embasada após redução da taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19. Boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde apontou nesta quinta-feira (29.04) taxa de ocupação de UTIs em 85%.

Com o decreto fica restabelecida a jornada regular de trabalho de seis ou oito horas, em regime presencial no âmbito da administração estadual.

No entanto, permanece o regime de teletrabalho aos servidores que pertencem aos grupos de risco, mediante requerimento formal e comprovação documental.

Porém, a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT), que representa os servidores do Indea e Intermat, recebeu com grande preocupação a noticia, já que mesmo a defesa agropecuária ter sido considerada atividade essencial, até o momento pouquíssimos servidores foram imunizados com a vacina da covid-19.

“Nós buscamos junto às autoridades para que os servidores do Indea fossem inclusos nos grupos prioritários de vacinação, contudo ainda não tivemos essa inclusão e como o trabalho da maioria dos servidores é diretamente com o público, fica mais uma vez a vida destes servidores expostas ao risco de contrair o vírus com esse retorno integral e presencial”, afirmou a presidente do Sintap/MT, Rosimeire Ritter.

Ler 233 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Sexta, 30 Abril 2021 21:00
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros