NOTA DE ESCLARECIMENTO: Sobre a divulgação de que o MP investiga servidores do Indea por furarem fila da vacinação em MT Destaque

Sexta, 09 Abril 2021 19:06 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte
 
Diante das divulgações ocorridas em alguns sites mato-grossenses, na quarta-feira (07.04), de que o Ministério Público do Estado (MPMT) instaurou um inquérito para apurar a suposta aplicação indevida de vacinas contra o novo coronavírus (Covid-19) em servidores do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea/MT), que atuam em Vila Bela da Santíssima Trindade, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal (Sintap/MT), vem a público esclarecer que:
No dia 22 de março, a direção da unidade do município recebeu cópia de um ofício do Ministério da Saúde (MS) direcionado ao Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), que classifica médicos-veterinários, técnicos e auxiliares como grupo prioritário para vacinação contra o vírus.
 
A orientação, repassada aos chefes das unidades e transmitidas aos servidores, foi que requisitassem a inclusão no grupo prioritário de vacinação, junto às secretarias de saúde dos municípios, nos termos do ofício do Ministério da Saúde.
 
Diante disso, a direção local comunicou a Coordenadoria de Saúde do Município e, como haviam vacinas disponível e a maioria dos profissionais da saúde estavam vacinados, a Secretaria Municipal atendeu ao pedido e disponibilizou doses para os médicos-veterinários, técnicos e auxiliares do INDEA.
 
Evidente, portanto, que os Servidores do INDEA/MT não furaram fila, razão pelo qual o SINTAP/MT repudia todas as declarações pessoais que, com intuito de fazer politicagem, distorcem as informações apresentadas e a verdade dos fatos.
 
Reforça este Sindicato que os servidores foram vacinados dentro da legalidade e dos critérios de predileção adotados pelo Ministério da Saúde, razão porque é repreensível o constrangimento investido contra os trabalhadores, especialmente nas atuais circunstâncias, em que as atenções, principalmente das autoridades, deveriam estar concentradas em combater o vírus que tem matado mais de quatro mil pessoas por dia.
 
Por fim, o SINTAP sublinha que os médicos-veterinários, técnicos e auxiliares do INDEA foram vacinados dentro dos critérios legais, técnico e normativos, de forma que estão à disposição para, se necessário, prestar os esclarecimentos ao Ministério Público e qualquer outra autoridade do Estado de Mato Grosso.
 
A Diretoria
Sintap/MT
Ler 375 vezes
Avalie este item
(1 Votar)
Última modificação em Sexta, 09 Abril 2021 19:09
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros