Enquanto servidores imploram por materiais básicos de prevenção e a saúde pública em colapso, governador investe quase 1 milhão em reforma de gabinete Destaque

Segunda, 22 Março 2021 18:19 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte
 
Assessoria de Imprensa
Sintap/MT
 
A noticia facilmente comprovada com uma placa colocada no local da obra de que o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, resolveu torrar quase R$ 1 milhão do erário público para, mais uma vez, reformar seu próprio gabinete no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, revoltou servidores públicos, que estão sem ao menos materiais básico de proteção contra a covid-19. No caso dos servidores do Indea e Intermat, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT), adquiriu álcool em gel para proporcionar o mínimo de assistência aos servidores, sendo está é uma obrigação do Estado, que tem determinado o trabalho presencial, mesmo em um período caótico da pandemia.
Conforme a placa da obra, o contrato soma um valor total de R$ 909.223,00 firmado pela Governadoria com a empresa JRM Construções Eirelli e é destinado para reforma e ampliação do gabinete do chefe do Poder Executivo.
 
Vale lembrar, que no ano passado, o ex-secretário adjunto que ordenava despesas do gabinete de Mauro Mendes foi preso em flagrante pelo Gaeco, acusado de receber R$ 20 mil em propina de um contrato também de R$ 1 milhão para manutenção predial do gabinete do governador.
 
“Não tem como não se revoltar com uma informação como está. Nós temos que nos sacrificar pelo Estado, colocando nossas vidas e das nossas famílias em risco, sem nenhum beneficio em troca, pois nem ao menos o nosso RGA, que é um direito dos servidores públicos nós temos recebido, e agora, em plena pandemia, sem nenhum amaparo por parte do governo, os servidores estão tendo que cumprir sua missão nos seus locais de trabalho, a população sem vacina, o sistema de saúde em colapso, com pessoas morrendo a espera de UTI e na contramão, o governador vai torrando dinheiro público deliberadamente. Não tem como aceitar isso”, revoltada afirmou a presidente do Sintap/MT, Rosimeire Ritter.
Ler 77 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros