“Candidatos apoiados por governo que não dialoga com servidores públicos não merecem nosso voto”, afirma presidente do Sintap/MT Destaque

Sexta, 13 Novembro 2020 20:55 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte


Assessoria de Imprensa
Sintap/MT


A presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal (Sintap/MT), que representa os servidores do Indea e Intermat, Rosimeire Ritter, declarou que o candidato que concorre à vaga deixada por Selma Arruda no senado federal e é apoiado pelo governador não merece votos dos servidores públicos. A mesma posição vale também para candidatos a prefeito e vereadores que esse governo está apoiando.


“Teve candidato que fez promessa de viabilizar reuniões com o governador Mauro Mendes, mas nunca o fizeram e que representantes dos servidores públicos de Mato Grosso aguardam até hoje a viabilização desta reunião”, afirmou a presidente.


Desde o início da campanha os sindicatos têm tentado diálogo com o governo e não tem tido resposta.


Ela lembra também que já na posse em 2019, Mauro Mendes ignorou a presença de lideranças sindicais no evento, não foi sequer citada a nossa presença naquela ocasião. “Estávamos em 5 presidentes de sindicatos na posse do governador e o cerimonial não pode anunciar a presença dos sindicatos ficando claro que esse governo não negocia com representantes de servidores públicos”, contou.


Para ela ainda, não se pode esquecer também que já ultrapassa 15% a defasagem salarial dos servidores públicos de Mato Grosso. Além da defasagem com o não pagamento da RGA, o servidor teve que aceitar goela abaixo a reforma da previdência com a majoração da alíquota de 11 para 14%, nem os aposentados foram perdoados, esse governo passou a cobrar 14% dos aposentados a partir de mil reais.


Para amargar mais ainda a vida dos servidores públicos “estamos sofrendo com o atraso na publicação das progressões dos servidores, tem colegas que estão na fila de espera e passa mais de 1 ano sem progredir, um descaso com o servidor de carreira, sem contar as más condições de trabalho que passam os servidores em ambientes insalubres sem limpeza nas unidades, sequer material de higiene e limpeza tínhamos na pandemia, passamos um caos, um sofrimento constante até que o Ministério Público do Trabalho resolveu intervir após provocado. Vários setores de nossa instituição estão com problemas estruturais e mesmo com constantes cobranças do sindicato nada tem resolvido, nem EPIs básicos são fornecidos. Eu fico indignada com essa falta de respeito com quem carrega e eleva esse Estado. Se Mato Grosso é o que é hoje é graças ao resultado do trabalho dos servidores”, disse Rosimeire.


Além disso, para o Sintap/MT “a má gestão do governo tem prejudicado o bom funcionamento dos órgãos públicos, nós servidores cobramos diariamente melhores condições de trabalho, lutamos por condições mínimas de trabalho enquanto vemos milhões de renúncias fiscais em nosso Estado. Setores produtivos como exemplo a Aprosoja recebe uma "gorda fatia" do Fethab”, salientou a presidente.


Para completar, a presidente afirmou que “Candidatos apoiados por governo que não senta para ouvir servidores não merecem nosso voto”.


ELEIÇÃO – A eleição municipal para prefeito e vereadores acontece no próximo domingo (15.11), bem como a votação para eleger um senador por Mato Grosso. Rosimeire aproveita para fazer uma alerta. “Servidores, fiquem atentos em quem irão votar nesse pleito, principalmente pensem bem em quem irão votar para essa vaga do senado, pois ela pode nos ajudar ou nos prejudicar em relação aos projetos que estão em tramitação no Congresso Nacional”, falou ela.

Ler 11 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Sexta, 13 Novembro 2020 20:57
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros