Dúvidas sobre a progressão vertical dos servidores do Indea devem ser tiradas via e-mail, orienta Sintap/MT Destaque

Terça, 09 Junho 2020 17:58 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte

Diante de inúmeros questionamentos sobre o processo de progressão vertical dos servidores do Indea/mt, entre eles a demora na publicação das notas, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal (Sintap/MT), orienta os servidores, os quais representa, de como esclarecer suas dúvidas a respeito do assunto.

A progressão vertical é de direito de todo servidor, porém, existem regras e todo um processo para que ela aconteça. O ocupante de cargo da carreira dos profissionais do Indea terá direito à progressão vertical de um nível para o outro subsequente, desde que aprovado em processo anual específico de avaliação de desempenho, cumprido o intervalo de três anos. O tempo de efetivo exercício na Administração Pública Estadual direta, autárquica e fundacional será computado ao final do estágio probatório, na proporção de três anos para cada nível.

Para a progressão vertical, a diferença entre um nível e o imediatamente acima não poderá ser superior a 5%. Em resumo, a progressão vertical acontece a cada 3 anos e para ser concedida a elevação é necessária as três notas anuais, o tempo de serviço e verificação de afastamentos para que não haja interrupção no processo.

A avaliação a qual é referida acima é feita por uma Comissão, Coordenadoria de Gestão de Pessoas (Cogesp), dentro dessa coordenadoria fica a Gerência de Provimento e Manutenção, a GPM que cuida do produto progressão. A Cogesp explica que com essas informações (nota + tempo de serviço do servidor no cargo) o processo é instrumentalizado e enviado para análise e para a próxima etapa que é de responsabilidade da Seplag.

A presidente do Sintap, Rosimeire Ritter, explica que as pessoas precisam entender que além de todo o trabalho que a Cogesp faz, o processo para progressão vai para outra etapa, em outro órgão, que demanda do serviço de outros servidores. “Precisamos ter cautela nesse momento de crise. Todos os órgãos estão trabalhando em revezamento e com um número bem menor de colaboradores respeitando as normas de segurança do Ministério da Saúde para evitar a proliferação da COVID-19”, declarou ela.

Rosimeire explica ainda que nesta semana saiu a publicação da nota do primeiro trimestre do ano, referente aos servidores que ingressaram nos meses de janeiro, fevereiro e março. “Abril, maio e Junho, por exemplo, as notas sairão no mês de julho e assim sucessivamente. Pedimos aos servidores que qualquer dúvida que surgir, entrem em contato com o órgão através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., que serão prontamente atendidos. Assim, não sobrecarregam o atendimento telefônico que precisa estar liberado para qualquer outra emergência e agilizam o trabalho da Comissão”.

Assessoria de Imprensa
Sintap/MT

Ler 18 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Quarta, 10 Junho 2020 08:17
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Website.: www.sintapmt.org.br/

Parceiros