Péssimas condições de trabalho em posto de identificação é tema de reunião da presidente do Sintap com servidores

Sexta, 21 Junho 2019 05:50 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte
O objetivo da reunião foi discutir a continuidade ou não da fiscalização na unidade em decorrência do fechamento do acesso ao posto pelo Corpo de Bombeiros, o que tem dificultado o trabalho dos servidores.
Após inspeção judicial realizada na tarde de segunda-feira (17.06) no posto de identificação de madeira (CIM) do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), localizado no Distrito Industrial, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário e Pecuário de Mato Grosso (Sintap), Rosimeire Ritter, se reuniu com os servidores que trabalham no local.

O objetivo da reunião foi discutir a continuidade ou não da fiscalização na unidade em decorrência do fechamento do acesso ao posto pelo Corpo de Bombeiros, o que tem dificultado o trabalho dos servidores.

Durante a conversa, a qual foi acompanhada também pelo assessor jurídico do Sintap, a decisão foi de dar continuidade à fiscalização, mesmo com muita dificuldade. “Eles decidiram não parar em respeito aos caminhoneiros, em reconhecimento as autoridades, e principalmente ao magistrado que veio até a unidade conhecer de perto toda a situação, e que ficou de tomar uma atitude para resolver o problema, então, iremos por enquanto aguardar o mais breve possível a decisão da justiça para o caso”, afirmou a presidente do Sintap.

Na oportunidade ainda, Rosimeire ressaltou o grande trabalho do vice-presidente do Sintap, Paulo de Medeiros, que tem atuado de forma assídua e contundente para resolver os problemas dos servidores. “Ele tem sido muito atuante e tem somado demais conosco, participando, defendendo a categoria da forma que tem que ser, então, meus sinceros agradecimentos a você Paulo, por todo seu empenho e dedicação”.

Para finalizar a reunião, ficou decidido que os servidores farão uma relação de todas as dificuldades enfrentadas por eles na unidade, entre eles, roubos, falta de segurança, alojamento precário, ar-condicionado, banheiro em conjunto com cozinha. “Após essa relação feita, nós iremos fazer um documento para o promotor de justiça informando todas as situações a qual os servidores estão submetidos ao trabalharem nessa unidade”, finalizou a presidente do Sintap. 

 

Autor/Fonte: ComunicArte - Assessoria de Imprensa/Sintap

Ler 86 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Website.: www.sintapmt.org.br/

Parceiros