Indea implanta novo sistema para retirada de GTA que passa a ser de forma eletrônica

Quarta, 06 Novembro 2019 23:39 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte
A solenidade de lançamento do novo procedimento aconteceu na tarde de segunda-feira (04.11), no Palácio Paiaguas.

Desde o dia 04 de novembro, os produtores rurais poderão imprimir a e-GTA para movimentação de bovinos e bubalinos em Mato Grosso com a finalidade de engorda e reprodução, conforme informações divulgadas pela assessoria de imprensa do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT).  Já os médicos veterinários habilitados poderão emitir a guia eletrônica para abate e engorda de suínos. A nova medida foi adotada pelo Indea-MT e retira o trabalho individual do servidor do órgão, que até, então, tinha que realizar a emissão do referido documento na unidade.

A solenidade de lançamento do novo procedimento aconteceu na tarde de segunda-feira (04.11), no Palácio Paiaguas. 

De acordo com o governo do Estado, atualmente, “a e-GTA só está disponível para abate de bovinos e movimentação de galinhas com qualquer finalidade. As novas modalidades disponíveis correspondem a mais de 90% das guias emitidas atualmente pelo Indea, o que vai proporcionar maior agilidade nos trâmites exigidos para o trânsito animal”, disse Mauro Mendes, ao defender o novo modelo.

Para o presidente do Indea, Tadeu Mocelin, a mudança também não trará prejuízos ao trabalho do servidor do instituto. Para ele, os servidores poderão contribuir com a parte finalística do órgão já que a procura por parte do produtor rural será menor nas unidades.

Mocelin também acredita que o novo procedimento não irá comprometer a fiscalização. “Não compromete porque da mesma forma que as fiscalizações eram feitas, de forma volante, continuarão a ser realizadas, e ainda mais, pois nosso intuito é de estar intensificando esse trabalho”, disse ele, acrescentando ainda, que “o produtor pode pensar em não emitir a GTA, porém, ele pode cair em uma dessas fiscalizações volantes ou ficar com a propriedade irregular no Indea, ou seja, o saldo não irá bater. Ele terá que fazer sempre esse procedimento para andar corretamente”.

Segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de MT (Sintap/MT), que representa os servidores do Indea e Intermat, Rosimeire Ritter, a mudança retira um trabalho que até então é feito de forma eficaz pelo servidor. “Ainda não sabemos até que ponto essa retirada da atividade feita de forma minuciosa e cuidadosa pelos servidores será benéfica para o Estado. O que vemos e tememos no momento é de que essa atitude fragilize a fiscalização”, disse.
 

Autor/Fonte: Assessoria de Imprensa/Sintap-MT

 
 
Ler 17 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Sexta, 24 Janeiro 2020 07:40
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Website.: www.sintapmt.org.br/

Parceiros