Sintap/MT reúne servidores aposentados para esclarecer mudanças da Reforma da Previdência proposta por Mauro Mendes

Quarta, 04 Dezembro 2019 03:21 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte
Na oportunidade, o assessor jurídico do Sintap/MT, dr João Celestino, fez uma explanação sobre os principais pontos que devem ser modificados.

Com objetivo de esclarecer melhor as mudanças em relação à Reforma da Previdência, proposta pelo governador Mauro Mendes, e que prejudicam de forma significativa todos os servidores públicos do Estado, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT) reuniu nesta manhã de quarta-feira (04.12) os aposentados, que também devem ser prejudicados com a nova proposta.

Na oportunidade, o assessor jurídico do Sintap/MT, dr João Celestino, fez uma explanação sobre os principais pontos que devem ser modificados, entre eles, o aumento da alíquota de contribuição previdenciária, que passará de 11% para 14%. Conforme o governador Mauro Mendes, a mudança deverá ser feita obrigatoriamente, já que nenhum estado poderá manter para os servidores uma contribuição menor do que a do governo federal.

Segundo o assessor jurídico, as novas regras ocasionarão impactos elevados para os servidores que já se encontram aposentados. Ele citou como exemplo a regra atual onde o aposentado que ganha o valor de R$ 15.839,46 faz a seguinte contribuição a Previdência: Com o teto do INSS a R$ 5.839,46 a contribuição devida e calculada multiplicando os 10.000,00 que excedem o teto pela alíquota de 11%, contribui portanto com 1.100.

“Com a nova regra, este mesmo servidor, passará a contribuir com R$ 2.077,80, ou seja, um aumento significativo e que prejudica quem já está aposentado”, explicou ele.
Diversas outras dúvidas dos aposentados também foram esclarecidas durante a reunião.

Para a presidente do Sintap/MT, Rosimeire Ritter, a maioria dos aposentados só saberão destas mudanças quando vierem nos holerites esses descontos. “Por isso resolvemos reuni-los nesta manhã para esclarecermos melhor, para que não sejam pegos de surpresa, mas também contamos com o apoio e o reforço de todos para lutarmos contra esse projeto”, disse.

O diretor-geral do Sintap/MT, Vânio Brandalise, tem procurado estudar as mudanças propostas. Ele se mostra preocupado com as possíveis novas regras. “Nós temos procurado entender de forma profunda a nova proposta e já concluímos que todos serão muito prejudicados e é isso que estamos tentando repassar para os demais colegas efetivos do serviço público”, afirmou.

Ler 14 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Website.: www.sintapmt.org.br/

Parceiros