Operação que retira de circulação créditos falsos que liberavam comercialização de madeira é realizada por servidor do INDEA/MT

Quarta, 04 Dezembro 2019 04:05 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte
“Não podemos esquecer de legitimar o árduo e competente trabalho realizado pelos servidores do INDEA. Essa ação com certeza só teve êxito pela atuação em conjunta de todos”
Na última semana, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) bloqueou 16.800m³ de madeira no Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora). A operação aconteceu no município de Matupá e contou com o apoio do servidor do Instituto de Defesa Agropecuária (INDEA/MT), o engenheiro Florestal, Francis Queiroz, e da Policia Militar.

Segundo informações da equipe de fiscalização, o volume retirado de circulação é suficiente para carregar mais de 500 caminhões com tora de madeira. Os dois empreendimentos notificados estavam atuando em desacordo com a licença ambiental obtida; em uma das áreas contatou-se que o empreendimento prosseguiu com a emissão de documentos para comercialização do produto florestal, mesmo após a área haver sido atingida pelo fogo e sem retirada física de madeira.

Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT), órgão que representa os servidores do Indea e Intermat, Rosimeire Ritter, o engenheiro florestal presente na operação merece todo o reconhecimento do Sindicato, de demais órgãos e população pelo alto nível de confiabilidade que possui no exercício de suas atividades.

“Não podemos esquecer de legitimar o árduo e competente trabalho realizado pelos servidores do INDEA. Essa ação com certeza só teve êxito pela atuação em conjunta de todos”, disse Rosimeire.

Ainda segundo relatório de fiscalização, dois Planos de Exploração Florestal foram embargados, totalizando uma área de quase mil hectares. A ação também resultou no embargo de um depósito de madeira. Próximo à cidade de Matupá, as equipes encontraram labaredas e detectaram desmate sem autorização de 10 hectares e com uso do fogo. Também foi identificada a supressão de vegetação em área de preservação permanente (APP), vegetação que possui ação essencial na proteção de recursos hídricos.

Os totais de áreas embargadas e autuadas estão sendo mensuradas pelas equipes em campo.

Foto: Assessoria SEMA

 

 

Autor/Fonte: Assessoria de Imprensa/Sintap-MT

Ler 11 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Domingo, 19 Janeiro 2020 16:06
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Website.: www.sintapmt.org.br/

Parceiros