Sintap/MT informa que vazio sanitário encerrou e o plantio de soja está liberado no Estado Destaque

Sexta, 29 Setembro 2023 15:43 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte

Assessoria de Imprensa

Sintap/MT

Conforme calendário estabelecido pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) está liberado o plantio da soja em Mato Grosso, para a safra 2023/2024. Os produtores de soja terão até o dia 24 de dezembro para realizar a semeadura da oleaginosa.

O período do vazio sanitário é caracterizado pela proibição da presença de plantas vivas de soja, cultivadas ou guaxas (germinação voluntária), com o objetivo de reduzir a população do fungo Phakopsora pachyrhizi e atrasar a ocorrência da ferrugem asiática na safra que se inicia.


Segundo a presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal (Sintap/MT), Diany Dias, no período do vazio sanitário, os produtores foram orientados pelos servidores do Indea a adotar práticas de manejo adequadas, como a eliminação das plantas hospedeiras do fungo, a fim de garantir um ambiente propício para o sucesso da próxima safra.


Diany Dias ressaltou a importância do cumprimento do vazio sanitário para a manutenção da saúde das lavouras e a preservação da produtividade agrícola em Mato Grosso. Ela destacou que a colaboração dos produtores é fundamental para o controle efetivo da ferrugem asiática, uma vez que a doença pode causar prejuízos significativos na produção de soja.


Além disso, a presidente do Sintap/MT enfatizou a necessidade de os agricultores estarem atentos às recomendações técnicas e às orientações do Ministério da Agricultura e Pecuária para garantir um plantio bem-sucedido. “A data limite de 24 de dezembro para a realização da semeadura deve ser rigorosamente seguida pelos produtores. A liberação do plantio da soja marca o início de mais uma safra promissora para os agricultores de Mato Grosso, um dos principais estados produtores de soja do país. Com a adoção de práticas sustentáveis e o cumprimento das medidas de controle fitossanitário, a expectativa é de uma colheita robusta e de alta qualidade na safra 2023/2024”, pontuou ela.

Ler 379 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros