Desafios no INCRA de Mato Grosso: Falta de Estrutura, Servidores e Materiais Impactam Execução do Trabalho Destaque

Segunda, 28 Agosto 2023 09:25 Escrito por  tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte diminuir o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte aumentar o tamanho da fonte

Assessoria de Imprensa

Sintap/MT

No estado de Mato Grosso, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) tem desempenhado um papel crucial na promoção da reforma agrária e no desenvolvimento rural. No entanto, nos últimos anos, a instituição tem enfrentado sérios desafios decorrentes da falta de estrutura, deficiência no quadro de servidores e escassez de materiais, comprometendo a eficiência na execução de suas atividades.


A falta de estrutura adequada é um dos problemas mais prementes enfrentados pelo INCRA de Mato Grosso. As unidades regionais, responsáveis por coordenar as ações da instituição em diferentes municípios, muitas vezes enfrentam carências em termos de infraestrutura física, o que prejudica a qualidade dos serviços prestados. A ausência de prédios adequados para atendimento ao público, reuniões e capacitações impacta diretamente a eficiência das operações.


Outro desafio enfrentado pelo INCRA é a carência de servidores qualificados e em número suficiente para atender à demanda crescente. A redução no número de concursos públicos nos últimos anos, combinada com a aposentadoria de funcionários experientes, levou a um quadro de pessoal deficiente. Isso resultou em sobrecarga de trabalho para os servidores remanescentes, afetando a qualidade e a celeridade dos processos relacionados à reforma agrária e regularização fundiária.


A execução das atividades do INCRA também é prejudicada pela falta de materiais e recursos necessários. Documentos, equipamentos de escritório, veículos e outros itens essenciais para as operações muitas vezes são insuficientes, o que gera atrasos e dificulta a efetividade das ações. A demora na aquisição desses materiais, muitas vezes devido a questões orçamentárias, contribui para o acúmulo de pendências.

Impactos na Reforma Agrária e Regularização Fundiária

Os desafios enfrentados pelo INCRA em Mato Grosso têm reflexos diretos na reforma agrária e na regularização fundiária no estado. A lentidão nos processos, a falta de atendimento adequado aos beneficiários e a demora na emissão de documentos podem levar à insatisfação dos agricultores e comunidades rurais. Além disso, a dificuldade em fiscalizar e acompanhar as áreas reformadas pode resultar em ocupações irregulares e conflitos agrários.


Diante desses desafios, urge a necessidade de investimentos por parte das esferas governamentais para superar as deficiências no INCRA de Mato Grosso. A realização de concursos públicos para recompor o quadro de servidores, a destinação de recursos para infraestrutura e a garantia de suprimento adequado de materiais são passos cruciais para revitalizar a atuação da instituição e permitir que ela cumpra sua missão de promover a reforma agrária e a regularização fundiária de forma eficiente e eficaz.


“Em um estado onde a agricultura desempenha um papel central na economia e na vida das comunidades rurais, é imperativo que as autoridades ajam prontamente para superar os desafios enfrentados pelo INCRA e garantir que as ações de reforma agrária e regularização fundiária sejam conduzidas de maneira adequada, justa e transparente”, pontuou a presidente do Sintap/MT, Diany Dias.

Ler 407 vezes
Avalie este item
(1 Votar)
Sintap-MT

Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso.

Parceiros